DUAS CADEIAS DE HIPERMERCADOS DESTACAM-SE PELA FALTA DE PROTEÇÃO AO CONSUMIDOR

2014/07/28
Apelo ao boicote de alimentos com milho transgénico

A Plataforma Transgénicos Fora realizou em dez cadeias de hipermercados um levantamento das farinhas de milho provenientes de milho geneticamente modificado (GM, ou transgénico) e encontrou uma clara diferenciação entre eles. Enquanto que sete das insígnias não apresentavam qualquer item com milho transgénico nas suas prateleiras, seja em farinhas, amidos, sêmolas ou polentas, uma delas retirou imediatamente de circulação esses itens após alerta da Plataforma. Apenas duas vendiam e continuam a vender farinha de milho GM.

Muito embora tanto o Continente como o Froiz tenham instituído como políticas internas a exclusão dos transgénicos nos produtos de marca própria, nem um nem o outro reconheceu a necessidade de estender tal garantia aos restantes alimentos à venda. Infelizmente o Froiz não sentiu sequer necessidade de responder às duas cartas registadas que recebeu sobre o assunto.

Já o El Corte Inglés merece menção especial pela forma como colocou a segurança dos seus clientes e a qualidade da sua oferta acima de outros interesses, tendo eliminado com grande celeridade do seu inventário todos os produtos que continham milho GM. Nas restantes empresas visitadas, Aldi, E. Leclerc, Intermarché, Jumbo, Lidl, Minipreço e Pingo Doce, não foi detetado qualquer transgénico nas categorias referidas.

Neste ponto preciso Portugal revela uma situação favorável, já que apenas duas cadeias de hipers vendem um único produto à base de milho que contém milho transgénico. Trata-se, em ambos os casos, da farinha de milho branco da marca P.A.N., um produto da Colômbia e importado via Venezuela. O importador português foi repetidamente contactado pela Plataforma Transgénicos Fora mas recusou-se a discutir alternativas a este produto.

A Plataforma Transgénicos Fora apela assim aos consumidores portugueses para o boicote a esta marca concreta. Note-se que, ao contrário do setor dos óleos, onde temos produtos altamente refinados e quase 100% gordura (e cujo teor transgénico foi inventariado em 2013 pela Plataforma Transgénicos Fora), as farinhas e sêmolas apresentam um potencial de risco para a saúde (alergias e não só) muito superior visto conterem todo o DNA e proteína transgénicos oriundos dos grãos manipulados.

O levantamento foi realizado nos últimos três meses em uma loja das dez grandes superfícies das áreas metropolitanas do Porto ou de Lisboa e foram catalogados 60 itens no total das lojas. Os dados recolhidos pelos voluntários da Plataforma Transgénicos Fora podem ser descarregados em http://www.tinyurl.com/milhoGMhipers. Este trabalho foi isento, não tendo sido patrocinado nem sujeito a qualquer entendimento com qualquer entidade externa à Plataforma Transgénicos Fora.

---

Este comunicado de imprensa em formato pdf: http://stopogm.net/sites/stopogm.net/upload/abc/HipersFarinhas.pdf

A embalagem de farinha P.A.N.:

 

Comentários

Tenho a informar a comunidade que encontrei à venda na loja do Pingo Doce de Padrão da Légua-Senhora da Hora_Matosinhos óleo vegetal com a devida etiqueta informativa onde se lê que o mesmo provém de material genéticamente modificado. Também, é o óleo vegetal à venda mais barato que lá encontrei. Passa completamente despercebido, a não ser que as pessoas procurem a informação, e saibam do que estão à procura, claro!

quando for assim  seria interessante umas fotos do artigo em questão , e enviadas para o site ou postas nos comentários .

Hoje em dia qualquer telemovel tem camera  , e mesmo na hora podem tirar fotos ao produto .

Penso que isto ajudaria bastante , e se todos os consumidores que sabem o que é GMO e os riscos para a saúde o fizerem , então será uma mais valia para o combate a este tipo de componentes tóxicos há saúde publica .

Obrigado pelo excelente trabalho .

Eu dou-me ao trabalho sempre de verificar os componentes de cada produto que compro .

Fruta e legumes só na praça e de pessoas de confiança  , alimentos fora do tamanho comum nem penso 2x .

Boa tarde,

 

Informo que esta farinha tb está presente na cadeia Meu super ! Infelizmente, tb do grupo continente.

É importante ressalveram esta situação visto que estas lojas têm alastrado pelas areas metropolitanas.

 

Obrigada

 

Cara Bárbara,

Obrigada pelo contacto. Infelizmente o Continente não está sensível a estas prioridades. Só mesmo boicotando a farinha (ou mesmo o próprio Continente) é que o problema poderá ser resolvido. Contamos consigo para a divulgação deste problema!
Cumprimentos,

Plataforma Transgénicos Fora

Bom Dia

Só agora tive conhecimento desta plataforma, e agradeço o vosso esforço.

Descobri há pouco tempo que o milho cortado com que se alimenta as galinhas é de origem transgénica e são vendidos na MAXMAT - CONTINENTE,

portanto esta empresa não se pode dar ao luxo de dizer que não vende produtos trangénicos.

 

Cumprimentos

 

 

 

Caro Joaquim,

Obrigado pela visita e contributo. De facto o Continente (e lojas associadas) vendem transgénicos. O compromisso que eles assumiram com o público foi de não vender transgénicos nos produtos de marca própria. As restantes marcas que tenham transgénicos, de outras empresas, não são excluídas. É lamentável e não devia ser assim, claro, mas é a realidade. É o que acontece nomeadamente com as rações (tanto quanto temos conhecimento). Se encontrar algum saco de rações de marca Continente e que tenha transgénicos então agradecemos que nos faça chegar essa informação.

Cumprimentos,
Plataforma Transgénicos Fora

O Intermarché também vende farinhas desta marca. Em tempos comprei uma mistura da PAN para panquecas de milho no Intermarché da Mealhada e só depois vi que continha milho OGM. Continua à venda por lá.

Caro Ricardo Coelho,

Uma das limitações do trabalho que a Plataforma Transgénicos Fora realizou é precisamente essa: não é possível ir a todas as lojas de cada empresa, por isso o que num dado momento está (ou não está) à venda numa loja não reflete necessariamente o que é vendido nas outras. No caso do Intermarché, em que cada loja tem grande autonomia em relação às restantes, a limitação é ainda maior. Agradecemos por isso a ressalva, que é relevante.

Cumprimentos,
Plataforma Transgénicos Fora

Gostaria de nos apoiar?

FALE CONNOSCO