O herbicida Roundup em doses mínimas causa doença do fígado

2017/01/09 - Um artigo científico publicado hoje revela que o Roundup causa fígado gordo não alcoólico (FGNA), uma doença do fígado que pode conduzir à cirrose hepática e que é a principal causa de doença hepática crónica em crianças. O Roundup, que está à venda em Portugal, é um herbicida à base de glifosato, uma substância ativa que foi classificada em 2015 pela Organização Mundial de Saúde como "causadora provável de cancro em humanos" e que contamina os portugueses em quantidades anormalmente elevadas. Nas experiências agora divulgadas, que duraram dois anos, o Roundup estava presente na água bebida pelos ratinhos de laboratório em concentrações ultrabaixas: a dose diária foi 75000 vezes menor do que o máximo permitido na União Europeia. E, mesmo assim, o Roundup teve consequências negativas para a saúde, sendo possível demonstrar a relação entre a presença do herbicida e o aparecimento da doença.

As experiências em ratos são normalmente utilizadas para identificar riscos para a saúde humana, e estas hoje apontam para a necessidade de reduzir drasticamente os níveis de herbicida considerados seguros a nível europeu. Estima-se que o FGNA atinja mais de um milhão de portugueses, o que o torna numa doença muito frequente no país. Embora a obesidade e diabetes sejam dos principais fatores de risco para aparecimento de FGNA, há pessoas que desenvolvem a doença mesmo sem sofrerem desses fatores de risco. A exposição a longo prazo ao herbicida Roundup, mesmo em quantidades ínfimas, pode ser a explicação.

A investigação foi liderada por Michael Antoniou, do King’s College London, no Reino Unido, e utilizou técnicas moleculares sofisticadas que permitem estabelecer uma relação causa-efeito entre a exposição de longo prazo ao Roundup e a degeneração hepática (que incluiu oxidação e morte celular).

Gostaria de nos apoiar?

FALE CONNOSCO