Error message

Não foi possível criar o ficheiro.

Política

COMECE AQUI


 

Clicando nestes títulos salta diretamente para a informação principal desta secção:
Ler os dez pontos contra os transgénicos: um Manifesto
Saber como se discursa nas Nações Unidas
Ler: Uma reflexão sobre a engenharia genética da vida
Conhecer os pareceres do Conselho Nacional de Ambiente e Desenvolvimento Sustentável
Saber porque é que a legislação norueguesa é muito superior à europeia
Consultar dezenas de documentos que explicam os interesses e influências por detrás das decisões


Air Max 90 NS GPX

TPC para o governo

2019/01/04 - Os próximos anos podem ser passados a discutir cada um dos pormenores da toxicidade do glifosato. A ciência provavelmente vai demorar décadas até ter resposta para cada pergunta relevante sobre este herbicida. Mas quer isso dizer que o país se deve limitar a esperar sentado? Nada disso. Há várias medidas de bom senso que podem e devem ser tomadas desde já, numa lógica de precaução e estímulo à inovação, e que muito farão para proteger a saúde e o ambiente. No caso da exposição ao glifosato através da água (que é uma das principais vias de contaminação) o Ministério da Agricultura tem a obrigação de:

– tornar obrigatórias as análises ao glifosato (e ao AMPA, o seu metabolito principal) na água de consumo;
– ditar que essas análises sejam realizadas pelo menos trimestralmente para cada ponto de captação (de águas superficiais ou subterrâneas), tanto na água bruta como na água tratada, por concelho;
– definir anualmente o método validado a empregar nas análises e outros critérios que garantam a comparabilidade e relevância dos valores obtidos em todo o país;
– divulgar quais os laboratórios acreditados para realizar essas análises;
– compilar e divulgar trimestralmente na sua página da Internet os resultados do país todo.

Nenhuma destas medidas interfere com a atividade agrícola mas todas elas, no seu conjunto, permitem estabelecer com clareza e rigor qual a situação a nível nacional. Também não são medidas que pesem no erário público - é mesmo só uma questão de vontade. Terá o Ministério pouca ou nenhuma vontade?

MAIS DE UM MILHÃO DE ASSINATURAS CONTRA O GLIFOSATO

2017/07/07 _ A mais rápida de todas as Iniciativas de Cidadania Europeia

Num período record de cinco meses mais de um milhão de pessoas, de todos os Estados Membros da União Europeia, assinaram a favor da proibição do herbicida glifosato. A Iniciativa de Cidadania Europeia (ICE), que foi liderada em Portugal pela Plataforma Transgénicos Fora, exige também que o processo europeu de autorização de pesticidas seja profundamente melhorado e ainda que se estabeleçam metas obrigatórias para a redução do uso de pesticidas na União Europeia...

Indústria 1 - Cidadãos 0, na mais recente avaliação sobre o glifosato

2017/03/15 - Desde que em 2015 a OMS - Organização Mundial de Saúde classificou o glifosato como sendo uma substância que "provavelmente" causa cancro em pessoas e que "demonstradamente" causa cancro em animais de laboratório o futuro na Europa do herbicida mais vendido no mundo (e em Portugal) tornou-se uma questão de intenso debate científico, social e político. Após anos de adiamentos, os Estados Membros e a Comissão Europeia deverão decidir em 2017 se reautorizam os herbicidas à base de glifosato, e por quanto tempo. Em cima da mesa estão os pareceres positivos do país relator (Alemanha), da Autoridade Europeia de Segurança Alimentar (EFSA) e as sucessivas propostas da própria Comissão Europeia para que o herbicida seja aprovado (ver por exemplo aqui e aqui). Hoje, com o parecer da ECHA (Agência Europeia dos Produtos Químicos), também ele positivo, foi tornada pública uma das últimas peças deste puzzle...

HERBICIDA GLIFOSATO POSTO EM CAUSA POR INICIATIVA EUROPEIA DE CIDADÃOS

2017/02/08 _ Começa hoje a recolha de 1 milhão de assinaturas

Hoje dezenas de organizações não governamentais de toda a União Europeia, incluindo várias portuguesas, iniciaram a mobilização de cidadãos para banir o glifosato - mais conhecido como o herbicida Roundup da Monsanto. Em Portugal registam-se os níveis de contaminação humana mais elevados de toda a União Europeia, mais de um ano após a Organização Mundial de Saúde ter classificado este herbicida como "carcinogénio provável para o ser humano e carcinogénio provado para animais de laboratório". Por isso todos os portugueses têm particular interesse em aderir a esta ação...

Um exemplo a seguir

Em França já há aldeias sem pesticidas... qual será a primeira em Portugal?

Vila sem pesticidas

Yung-96 - Silver Metallic

GLIFOSATO: O HERBICIDA QUE CONTAMINA PORTUGAL

2016/04/29 _ Pela primeira vez há análises e revelam situação descontrolada

Análises realizadas pela Plataforma Transgénicos Fora em colaboração com o Detox Project evidenciaram níveis inesperados e absolutamente assombrosos de glifosato (mais conhecido por Roundup), o pesticida químico sintético mais usado na agricultura portuguesa – e até agora o mais ignorado. Há pelo menos dez anos que não se conhece qualquer análise oficial à sua presença em alimentos, solo, água, ar ou pessoas. Este vazio, inédito a nível europeu, é hoje preenchido parcialmente com os resultados das análises realizadas à urina de 26 voluntários portugueses e a algumas amostras de alimentos. Portugal tem agora de encontrar soluções a nível nacional e europeu que esclareçam as razões de tal contaminação humana e a reduzam em várias ordens de grandeza...

Audição parlamentar sobre transgénicos na Comissão de Agricultura e Mar

2016/01/26 - A Plataforma Transgénicos Fora prestou hoje o seu depoimento na Assembleia da República numa audição de 90 minutos na Comissão de Agricultura e Mar com todos os grupos parlamentares. O vídeo abaixo apresenta essa sessão na íntegra. Também está disponível para descarregar a apresentação utilizada.

Nike Tiempo Legend VI FG

Páginas

Subscribe to Política

Gostaria de nos apoiar?

FALE CONNOSCO