A Monsanto na mó de baixo

A Monsanto na mó de baixo

2010/07/08 – A Monsanto “não fez farinha” com o Tribunal Europeu de Justiça. Na tentativa de proteger a patente da sua soja transgénica na Argentina – um dos maiores produtores mundiais de soja, quase toda da marca Monsanto, mas onde a patente não é reconhecida – a empresa tinha intentado um processo na União Europeia. No entanto o tribunal decidiu contra a Monsanto e a favor dos exportadores argentinos, determinando que a patente sobre o transgene só tem protecção válida para sementes viáveis, e não para farinha de soja (que era o tipo de importação que estava em causa). Segundo o raciocício do tribunal, uma vez que o transgene tem como função proteger contra a aplicação de herbicida e na fase de farinha já não se aplica herbicida nenhum, a patente já não se pode aplicar.

Mas as más notícias não acabaram aqui para a Monsanto. Também este mês, mas do outro lado do Atlântico, esta empresa foi condenada em 2,5 milhões de dólares por vender semente transgénica mal rotulada. A Monsanto admitiu culpa e não contestou a multa, que é a maior alguma vez decidida ao abrigo da legislação americana respectiva.

Nada disto pode ser inesperado, consideranto que a Monsanto é a multinacional menos ética do mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.