Consumo de transgénicos

Aniversário

Aniversário

Amanhã, 25 de Julho de 2019, faz exatamente um ano que o Tribunal de Justiça Europeu publicou um acórdão histórico com o intuito de clarificar que a nova geração de plantas e animais geneticamente modificados não passava disso mesmo: uma nova leva de seres geneticamente modificados sujeitos à legislação europeia correspondente e em vigor há anos. Esta posição representa um balde de água fria para as aspirações da indústria dos transgénicos. As técnicas de engenharia genética mais recentes (sobretudo a…

Continuar a ler Continuar a ler

Alimentos geneticamente modificados: o que são?

Alimentos geneticamente modificados: o que são?

Poucas pessoas sabem que os alimentos transgénicos são já uma realidade no supermercado e não apenas uma criação de algum filme de ficção científica. Estes alimentos vêm de plantas como o milho e a soja, que foram alteradas no laboratório e que por isso têm características que não existem nas outras variedades naturais. A grande questão que se coloca atualmente é se estes alimentos serão realmente seguros para a saúde. Os cientistas ainda não chegaram a consenso e por isso…

Continuar a ler Continuar a ler

Alimentos geneticamente modificados: como reconhecer?

Alimentos geneticamente modificados: como reconhecer?

Em Portugal é legal e está a ser cultivada uma variedade de milho transgénico chamada MON 810. O milho transgénico assim produzido é sobretudo utilizado nas rações para animais e portanto normalmente não chega ao consumidor (pelo menos diretamente).

No supermercado atualmente existem ingredientes transgénicos sobretudo na secção dos óleos alimentares. Várias marcas utilizam soja transgénica para fazer o óleo, embora outras continuem a usar apenas soja convencional. Para distinguir entre os óleos transgénicos e não transgénicos existe uma forma muito simples: basta ler o rótulo. Quando o óleo inclui soja transgénica então o rótulo tem de dizer que contém soja proveniente de soja geneticamente modificada. Se apenas usar soja convencional, então o rótulo não é obrigado a dizer nada sobre transgénicos.

Se gosta de saber o que come, não deixe de ler os rótulos dos óleos alimentares quando for às compras.

LEITES INFANTIS EM PORTUGAL: COMO EVITAR TRANSGÉNICOS MESMO SEM HAVER RÓTULO

LEITES INFANTIS EM PORTUGAL: COMO EVITAR TRANSGÉNICOS MESMO SEM HAVER RÓTULO

2015/06/29 _ Divulgada hoje pesquisa que dá finalmente a possibilidade de escolher 
A maior parte dos leites infantis à venda em Portugal é proveniente de uma cadeia de produção que envolve animais alimentados com rações transgénicas. Quais são essas marcas, e quais as alternativas, não era conhecido até hoje visto que o regulamento europeu de rotulagem só prevê informação ao consumidor quando os ingredientes transgénicos estão diretamente presentes no produto final (o que não é o caso das rações animais). A Plataforma Transgénicos Fora contactou as principais marcas multicanal de leites infantis e traçou pela primeira vez o quadro das opções a nível nacional