Riscos para a agricultura

Glifosato, Transgénicos e (falta de) Precaução

Glifosato, Transgénicos e (falta de) Precaução

O glifosato é um herbicida muito usado em Portugal, quer na agricultura quer em espaços urbanos, e o seu uso tem vindo a aumentar: em 2001 eram 700 e uma década depois são já 1400 as toneladas aplicadas anualmente. O nome em si – glifosato – não será muito conhecido, porque identifica apenas a substância ativa principal. Na prática em Portugal ele é vendido por múltiplas empresas sob mais de 60 nomes comerciais diferentes (Roundup, Spasor, Tornado, Montana, Touchdown, etc)…

Continuar a ler Continuar a ler

EMPRESA BRITÂNICA PLANEIA LIBERTAR MOSCAS TRANSGÉNICAS EM ESPANHA

EMPRESA BRITÂNICA PLANEIA LIBERTAR MOSCAS TRANSGÉNICAS EM ESPANHA

2015/07/27 _ Ensaio põe em risco biodiversidade e produção de azeite no Mediterrâneo
A empresa britânica Oxitec planeia libertar para o ambiente moscas da azeitona geneticamente modificadas (GM) em Espanha (Catalunha). Os insetos são geneticamente manipulados de forma a que as larvas fêmea morram no interior das azeitonas, ao passo que os machos sobrevivem. A Oxitec planeia libertar 5000 moscas GM por semana em Espanha, perto da cidade de Tarragona. O ensaio de campo, que se prevê durar um ano, irá abranger uma área de 1000 m2 coberta por rede…

Agricultor explica porque abandonou cultivo de transgénicos

Agricultor explica porque abandonou cultivo de transgénicos

2012/07/21 – A revista The Organic and Non-GMO Report publica este mês uma entrevista com Wendel Lutz, um produtor americano que, após seis anos a cultivar soja transgénica, decidiu regressar à soja convencional. A desilução resultou sobretudo de dois fatores: – as infestantes tornaram-se resistente ao Roundup (normalmente este herbicida mataria as ervas sem danificar a soja transgénica, mas com o aparecimento de resistência o químico já não faz efeito) e teve de começar a usar concentrações cada vez maiores;…

Continuar a ler Continuar a ler

Que mal é que fazem os OGM?…

Que mal é que fazem os OGM?…

A Agricultura Biológica nasceu no pós II Grande Guerra em resposta a uma questão semelhante: que mal fazem os químicos? Essa resposta teve o apoio dos factos – os comprovativos da nocividade de adubos e pesticidas químicos para a alimentação e a saúde humanas – e o apoio dos consumidores. Após a crise petrolífera, a grande indústria agroalimentar viu na investigação genética a possibilidade de investimento exclusivo, pela sua tecnicidade e pela possibilidade de patentear os produtos. Aconteceu em 1982…

Continuar a ler Continuar a ler