O Ministério da Saúde não é inocente

O Ministério da Saúde não é inocente

Será por ignorância?
O Ministério da Saúde demitiu-se da sua responsabilidade de zelar pela protecção da saúde pública, pelo menos no âmbito dos testes com milho transgénicos pedidos para Rio Maior, Alcochete e Salvaterra de Magos. O grande argumento apresentado: como o milho resultante desses ensaios não é para comer, não há problema nenhum. Assunto encerrado. Ou não? O Ministério esqueceu-se, por exemplo, de que as abelhas podem levar o pólen transgénico a quilómetros de distância. O que é que acontece a quem comer mel contaminado? O Ministério nem sequer colocou a pergunta, e dificilmente terá qualquer resposta. Veja abaixo as outras perguntas que o Ministério da Saúde se esqueceu de colocar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.