O teste em que os transgénicos chumbaram

O teste em que os transgénicos chumbaram

«Existem numerosos testes para averiguar se uma técnica pode ser considerada um melhoramento ou um avanço tecnológico. Eis algumas perguntas que devem ser feitas para o avaliar:
1. A técnica conduz à saúde ou é perigosa para ela?
2. Até que ponto é dotada de sentido, susceptível de variação, conducente à autodeterminação e criatividade do trabalhador?
3. Ela reforça a cooperação e solidariedade harmoniosa com outros trabalhadores?
4. Que outras técnicas são por ela exigidas para ser eficaz como parte de unidades tecnológicas maiores? Qual a qualidade dessas técnicas?
5. Que matérias primas são para ela indispensáveis? Estão esses materiais disponíveis a nível local ou regional? Qual a facilidade de acesso a eles? Que instrumentos tornam indispensáveis? Como são eles obtidos?
6. Que quantidade de energia é exigida por essa técnica? Que quantidade de resíduos dela resulta? De que espécie de energia falamos?
7. Resulta dessa técnica uma poluição directa ou indirecta? Em que quantidade e de que tipo?
8. Qual o capital necessário? É necessária uma grande empresa? Qual a sua dimensão? Qual a sua vulnerabilidade em tempo de crise?
9. Que intensidade administrativa é necessária? Até que ponto depende de estruturações hierárquicas?
10. A técnica promove a igualdade ou as diferenças de classe no local de trabalho ou a nível mais geral?»

In
Ecology, community, and lifestyle
Arne Naess, David Rothenberg
2003

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.