Segundo matemático, é irrisória a fiabilidade estatística dos estudos sobre impactos dos transgénicos

Segundo matemático, é irrisória a fiabilidade estatística dos estudos sobre impactos dos transgénicos

2009/05/13 – De acordo com uma notícia publicada hoje no jornal Le Monde, o matemático francês Marc Lavielle afirma que as experiências onde se deveria determinar o impacto na saúde de cada transgénico não têm potência estatística suficiente para permitir que se tirem conclusões.

Este especialista, o único da sua área com assento no Alto Conselho sobre Biotecnologias criado pelo governo francês, afirma: “os testes são aplicados a grupos com apenas cerca de uma dezena de ratos, durante algumas semanas…”, ou seja, “as amostras [de animais] são pequenas demais para afastar a incerteza”.

Este problema da significância estatística dos estudos realizados pela indústria da engenharia genética – ou, mais exatamente, da sua falta – já tem sido levantado no passado e por isso não é novo. Mas a Autoridade Europeia de Segurança Alimentar não parece preocupada com ele, uma vez que continua a dar a sua chancela de aprovação a dossiers que carecem de rigor matemático.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.